Gerando MP3 a partir de FLACs no MacOS

7 de Maio de 2018 em Tech Life

[Nota rápida para minha consulta futura]

Eventualmente eu tenho uns arquivos FLAC na mão (de forma não literal) e preciso converter em MP3 para usar em iPods ou Zunes ou coisas pouco ortodoxas do gênero. O problema é que esse “eventualmente” é tão esporádico que eu acabo sempre me esquecendo do método. Resolvi escrever aqui pra que eu possa consultar no futuro — e que talvez seja útil pra alguém em alguma ocasião, quem sabe.

Escrevi esse guia no MacOS High Sierra e tudo funcionou normalmente. Não garanto nada sobre as versões futuras mas acho difícil que pare de funcionar porque converter formatos de áudio é algo relativamente trivial. Vamos estabelecer o seguinte: A qualidade que eu estou buscando é a V0 do encoder mp3 LAME (eu gosto muito desse nome). Ela oferece qualidade boa o suficiente pra eu não notar artefatos e um tamanho bem razoável. Das vantagens de não ser um audiófilo exigente. Esse aqui embaixo é o espectro da faixa em FLAC que eu quero converter.

Olha que imagem bonitona

Precisamos de um software pra fazer a conversão. Eu uso o Max. Você pode usar o que quiser mas aí eu não sei o que tu tá fazendo aqui nesse artigo. Pra instalar o Max, se você usa o maravilhoso Homebrew Cask (e se não usa, deveria), é só mandar aquele $brew cask install max. Se não usa, de boa: só baixar aqui. Foi atualizado pela última vez em 2009, mas funciona perfeitamente.

Abra o Max e acesse a janela de preferências (cmd + ,). Na aba “formats”, adicione o mp3 e configure o Encoder Settings da seguinte forma, que equivale ao LAME V0:

 

TL;DR: A qualidade 100 é o LAME V0

Confirme o ajuste e defina o diretório de saída dos arquivos na aba Output. Daí é só abrir o conversor (File > Convert Files) e arrastar as coisas pra dentro. E gerar uns mp3 bonitões tipo esse aqui embaixo pra você mandar pro teu iPod ou Zune ou Sansa ou MP3 Player Foston 256MB. Ou só adicionar em algum player da década passada pra ouvir pelo computador mesmo — do que, em particular, gostamos.

Diferença: Não o suficiente para que eu ouça.

* * *